Tinta para parede: escolha o tipo certo para o seu projeto!

Tinta para parede: escolha o tipo certo para o seu projeto!

Uma das formas mais práticas e econômicas de transformar qualquer ambiente é pintando as paredes. Afinal de contas, o simples fato de mudar as cores da sala, da cozinha, dos quartos ou da área de lazer renova o ambiente e ainda promove conforto e elegância.

Mas não basta apenas escolher uma tonalidade e sair pintando tudo. Hoje existem no mercado diversos tipos de tinta para parede, sendo que cada uma foi desenvolvida especialmente para cada tipo de ambiente. Portanto, saber exatamente o tipo correto da tinta e para que ela serve garantirá melhores resultados e maior durabilidade.

Então, neste artigo, trouxemos alguns dos principais tipos de tintas para você renovar o seu espaço da maneira correta. Vamos lá?!

1. Tinta acrílica

A tinta acrílica é um dos tipos mais usados para pintura, isso porque essa tinta pode ser diluída em água, o que garante um baixo odor durante a aplicação, sua secagem é superrápida, ela também é lavável (o que é muito bom para quem tem crianças ou pets), além de ter uma alta impermeabilização.

Dessa forma, a tinta acrílica acaba sendo utilizada com maior frequência em ambientes internos, tanto pela secagem rápida quanto pelo cheiro mais suave, mas nada impede o seu uso em ambientes externos devido à sua alta impermeabilidade.

Ainda, a tinta acrílica é bem versátil e ela pode ser encontrada com acabamento fosco, acetinado ou semibrilho. Além do mais, ela é indicada para quase todas as superfícies mais comuns, como alvenaria, gesso e drywall. Em outros casos, sempre leia o rótulo da embalagem para saber se é possível aplicá-la em outras superfícies.

2. Tinta látex

A tinta látex, conhecida também como látex PVA, é uma opção parecida com a tinta acrílica, sendo ótima também para ambientes internos. Ela é solúvel em água e fácil de limpar, lembrando sempre de usar apenas água, sabão neutro e um pano macio.

Diferentemente da tinta acrílica, a tinta látex não é recomendada para uso em ambientes externos, uma vez que, por não conter a resina acrílica, ela não garante uma alta impermeabilidade nem resistência.

Ainda, esse tipo de tinta é encontrado apenas em acabamento fosco, por isso é importante não utilizá-la por cima de pinturas brilhantes, já que o resultado pode não ficar tão bom.

3. Tinta superlavável

Você tem crianças ou animais de estimação em casa? Se a resposta for sim, com certeza você já precisou esfregar bem as paredes para remover desenhos, manchas de patas e por aí vai, não é mesmo? O problema disso é que acabamos removendo camadas de tinta na tentativa de limpar a parede.

Mas, com a tinta superlavável, esse trabalho fica muito mais simples — e sem estragar a pintura da parede! Isso porque esse tipo de tinta foi criado com um aditivo especial, que permite a remoção da sujeira sem afetar a pintura.

Dependendo da marca da tinta, é possível encontrar no mercado opções resistentes ao mofo, à maresia, antimanchas e muitas outras.

4. Tinta antimofo

O mofo é um problema que, se não resolvido, pode afetar a nossa saúde. Por isso, há no mercado opções de tintas desenvolvidas especialmente para atuar contra esse problema. Com ação antifúngica e até mesmo antibacteriana, as tintas antimofo reduzem as chances de proliferação de mofo na superfície pintada e elas podem ser utilizadas de duas formas: como método preventivo ou corretivo.

Como prevenção, isto é, para evitar que o mofo apareça, esse tipo de tinta é utilizado em áreas com maior incidência de umidade, como banheiros, porões, cozinhas etc. Por outro lado, em áreas já afetadas pelo mofo, é preciso encontrar a causa do problema e tratar a parede antes de aplicar a tinta.

5. Tinta esmalte

Quem nunca quis estender a pintura da parede para as portas, não é mesmo? Essa é uma tendência cada vez mais explorada por aqueles que querem transformar totalmente um ambiente, dando um ar descontraído e criativo à casa. Para esse fim, existe a tinta esmalte, que é capaz de transformar o acabamento de superfícies de madeira e metal.

A tinta esmalte pode ser usada em portas, portais, portões e até mesmo em móveis, tanto em ambientes internos quanto externos. Além disso, há duas opções de tinta esmalte no mercado: à base de água e sintética.

A primeira opção é a mais ecológica, sendo a que tem secagem mais rápida entre elas e de fácil aplicação. Esse tipo de tinta esmalte pode ser aplicado em superfícies metálicas, gesso e até paredes e tem uma alta resistência à umidade, sendo perfeita para ambientes que demandam maior limpeza.

Já a tinta esmalte sintética é feita à base de solventes, o que protege ainda mais as superfícies onde foi aplicada. Com acabamento brilhante, essa tinta é forte e de alta durabilidade, indicada para uso em madeira, ferro, aço ou metal.

Vale ressaltar que ambos os tipos de tinta esmalte têm um cheiro um pouco mais acentuado e o tempo de secagem pode variar de 8 a 10 horas.

6. Tinta epóxi

E quem nunca pensou em renovar os azulejos da cozinha e banheiro sem quebra-quebra? A tinta epóxi é uma ótima opção! Sendo utilizada amplamente para dar acabamento ao piso de garagens, quadras poliesportivas e ambientes hospitalares, por exemplo, essa tinta é muito versátil e de fácil aplicação.

Assim como as outras tintas, a epóxi também pode ser encontrada em diversas cores e a maioria delas já vem pronta para uso. Ela é ideal para a pintura de azulejos, chapas de ferro, aço e mais uma série de revestimentos. Apenas lembre-se de sempre conferir as instruções do fabricante para uma melhor aplicação.

Como você pôde perceber, existem tintas para cada tipo de ambiente e é isso o que garante a durabilidade e qualidade da pintura. Então, quando for iniciar um projeto de pintura, preste atenção aos detalhes de cada ambiente e escolha a tinta para parede correta.

Quer acompanhar mais dicas como essas? Siga as redes sociais do Mercadão da Obra: estamos no Facebook e Instagram!