4 passos para economizar na construção de uma casa

4 passos para economizar na construção de uma casa

 Ter a casa própria ainda é o sonho de muita gente e mesmo que as flutuações do mercado imobiliário e da própria economia geral dificultem um pouco a conquista desse sonho, em até 2 anos, mais de 13 mil famílias pretendem ser proprietárias de uma residência, é o que aponta um estudo da  Datastore, uma empresa especializada em pesquisas do mercado imobiliário.

Fato é que, principalmente para quem vai construir do zero, economizar é a palavra-chave do momento. Claro que todo mundo quer ter uma ótima moradia, com todos os detalhes minuciosamente planejados e com uma impecável execução da obra não é? Mas isso implica uma coisa: dinheiro! Tanto é que, quando pensamos em obras, as palavras orçamento e economia andam lado a lado.

Por isso, neste artigo, explicamos 4 formas de economizar na construção da sua casa. Então, se você quer construir aproveitando ao máximo o seu orçamento, continue a leitura!

1. Não desperdice materiais

Quando falamos em economia na construção civil, o principal ponto é o desperdício de materiais e mão de obra. E nós já começamos falando exatamente sobre isso porque a quantidade de materiais de construção que vão parar em caçambas de entulho é enorme no Brasil.

Para você ter ideia, um estudo realizado pela Universidade Federal de Santa Maria mostrou que, com o material e mão de obra desperdiçados na construção de três casas, seria possível construir uma quarta residência. Isso significa um índice de desperdício de 33%. Esse é um número extremamente alarmante, não é?

Ainda por cima, esse desperdício também implica nos custos da obra, que também aumentam. Por exemplo,o mesmo estudo aponta que, com esse desperdício, o custo da construção sobe 6%, enquanto o custo de mão de obra pode atingir um aumento de 20%.

Então, se você quer ter uma obra com menos custo e menos dores de cabeça, evite ao máximo desperdiçar materiais e mão de obra.

2. Fique de olho nas promoções

Outro ponto importante para quem quer economizar na construção da casa própria é ficar atento às promoções das lojas de material de construção. Isso porque é possível economizar bastante esperando aquela promoção de início ou final de mês, por exemplo.

Seguindo essa lógica, você não precisa — nem deve — ficar preso a uma mesma loja de material de construção para realizar as compras. Afinal, a busca pelo melhor preço é o que fará a diferença no seu orçamento. Não custa nada dar uma boa pesquisada pelas lojas, pedreiras e olarias de sua cidade e pedir um orçamento.

Além do mais, com um bom custo-benefício, você consegue comprar os materiais em maiores quantidades, o que também fará você economizar um bom dinheiro. E, de quebra, você também reduz o valor de fretes. Imagine ter que comprar de pouco em pouco e pagar toda vez pela entrega dos materiais? Isso é algo que pode ser negociado quando você compra em maiores quantidades.

3. Conte com profissionais qualificados

Um dos maiores erros de quem vai construir é não contar com a experiência de profissionais qualificados, como engenheiros e arquitetos. Isso é um grande problema que, nos casos mais simples, pode afetar negativamente o bolso do proprietário com os custos de retrabalhos, por exemplo.

Para se ter noção do tamanho do problema, em 2015, uma pesquisa mostrou que, até então, 80% dos brasileiros não contratavam engenheiros ou arquitetos para a criação de seus projetos, criando um contexto de insegurança técnica, o que pode até desencadear graves acidentes durante e após a obra.

O problema é que a maioria das pessoas tem uma visão errônea sobre os serviços prestados por engenheiros e arquitetos, acreditando que pagarão um valor exorbitante pelo projeto. Fazendo uma boa pesquisa é possível encontrar profissionais extremamente qualificados e que possam atender às suas necessidades.

Sendo assim, uma forma eficaz de economizar na construção de uma casa é ter um projeto bem estruturado, com o acompanhamento de profissionais capacitados antes, durante e depois da obra. Isso porque você, com certeza, economizará em relação ao tipo de projeto que tem em mente, poderá aproveitar materiais e mão de obra de forma mais estratégica e também garantirá que não haverá nenhum tipo de retrabalho futuro.

4. Armazene bem os materiais

Imagine o cenário: você economizou R$ 250 numa leva de cimento, mas acabou armazenando os sacos em um local úmido. A probabilidade de você perder esse material, que é extremamente fundamental para quase todas as etapas da obra, é muito grande, isso porque, em contato com a água, o cimento empedra.

Outro exemplo clássico são as vigas de madeira espalhadas pelo canteiro de obra. Se elas não forem utilizadas em um período de tempo curto ou médio, há a probabilidade de essa madeira apodrecer. O mesmo acontece se ela também estiver em contato com umidade.

Então, lembre-se: ter um local adequado para armazenar os materiais é tão importante quanto comprá-los por um preço mais barato.

Esses quatro pontos são apenas alguns que você pode seguir para ter uma obra mais eficiente no quesito financeiro. Além disso, ter esse controle permitirá que você e os profissionais envolvidos aloquem da melhor forma o orçamento total de acordo com cada etapa de construção. Ainda, você também pode revender os materiais que sobraram, promovendo uma obra mais sustentável.

Qual é a sua opinião sobre esse assunto? Deixe um comentário!